Japão já está se preparando caso aconteça uma guerra nuclear : Japoneses correm para as compras e estocagem; Além de Abrigos nucleares, purificadores de ar, e suprimentos anti – radiação

Resultado de imagem para supermercado japones desespero

À medida que as tensões se aquecem com a Coreia do Norte e o potencial de um conflito nuclear se torna ainda mais real, os residentes do Japão estão em pânico comprando tudo, desde abrigos nucleares a purificadores de ar como preparação:

As vendas de abrigos nucleares e de purificadores de ar com bloqueio de radiação aumentaram no Japão nas últimas semanas, à medida que a Coreia do Norte avançou com os testes de mísseis, desafiando as sanções da ONU.

Uma pequena empresa que se especializa na construção de abrigos nucleares, geralmente sob as casas das pessoas, recebeu oito pedidos em abril, em comparação com seis encomendas durante um ano típico.

A empresa, Oribe Seiki Seisakusho, com sede em Kobe, no oeste do Japão, também vendeu 50 purificadores de ar fabricados na Suíça, que dizem manter longe a radiação e o gás venenoso, e está tentando obter mais, disse o diretor Nobuko Oribe.

As preocupações com um possível ataque com gás têm crescido no Japão depois que o primeiro-ministro Shinzo Abe disse em uma sessão do parlamento neste mês que, a Coreia do Norte pode ter a capacidade de emitir mísseis equipados com gás nervoso sarin.

“É preciso tempo e dinheiro para construir um abrigo. Mas tudo o que ouvimos nestes dias, nesta atmosfera tensa, é que eles querem um agora”, disse Oribe. – “Eles nos pedem para virmos imediatamente e dar-lhes uma estimativa.”

Como aprendemos com a experiência anterior, uma vez que a possibilidade de uma emergência real ou desastre foi realizado ou venha ocorrer, muitas vezes é tarde demais para aqueles que não conseguiram prever a ameaça e agir com antecedência.

Após o desastre de Fukushima em 2011, por exemplo, os americanos preocupados com a propagação da radiação ao longo da costa oeste, foram aconselhados pelo Departamento de Segurança Interna que poderiam tomar suplementos de iodeto de potássio para reduzir a absorção de material radioativo. Dentro de 24 horas, quase todos os estoques disponíveis foram vendidos em todo o mundo, e os mercados secundários surgiram na internet com pílulas anti-radiação, normalmente disponíveis por cerca de US$ 15, sendo vendidos por mais de US$ 200, um aumento de mais de 1000%.

O governo tomou conhecimento da escassez e armazenou cerca de 14 milhões de doses em 2014.

Mas como você deve ter adivinhado, embora os governos federal e estadual tenham posicionado reservas de emergência em antecipação a qualquer número de possíveis desastres, a chance de que os cidadãos médios tenham acesso a suprimentos de crise muito necessários quando eles mais precisarem, é quase inexistente. Isso foi evidenciado pela total falta de assistência nos dias iniciais após o furacão Katrina em Nova Orleans, bem como a fraca resposta do governo após o furacão Sandy.

Tendo em mente que foram desastres isolados de uma única cidade ou pequena região, e que os EUA teve aviso prévio aos furacões, de acordo com o Departamento de Segurança Interna será impossível para o pessoal de serviços de emergência responderem a qualquer ameaça em larga escala que afete várias regiões simultaneamente.

O ponto, como já advertimos anteriormente, é que se você vai tentar se preparar até mesmo um segundo depois de uma catástrofe, já será tarde demais. O momento de preparar suas reservas de emergência é agora, antes que o surto de compras comece.