Trump dispara: 'Prefiro ver o Governo Federal Americano preocupado com a Coreia do Norte que com seu joelho'

Em parte de uma entrevista enfocando o estado dos cuidados de saúde nos Estados Unidos, o presidente dos EUA, Donald Trump, sugeriu que os americanos deveriam deixar o governo se preocupar com as supostas ameaças de Estados desonestos como a Coreia do Norte ao invés de suas necessidades médicas.

O líder democrata do Senado, Chuck Schumer, e a líder democrata da Câmara, Nancy Pelosi, falam após um encontro com o presidente dos EUA, Barack Obama, sobre o esforço dos republicanos no Congresso para revogar o Obamacare. Washington, EUA, 4 de janeiro de 2017
© REUTERS/ KEVIN LAMARQUE
Trump exige rapidez de congressistas na revogação do Obamacare

Quando perguntado sobre tentativas adicionais em fazer o Congresso — de maioria Republicana — eliminar a lei de cuidados médicos conhecida como Obamacare, Trump prometeu “derrubar o preço das franquias porque são muito altas”.

Quando lhe pediram uma explicação clara sobre que tipo de modificações no complexo plano nacional de saúde americano ele pretendia, Trump foi incapaz de dar detalhes coerentes. Depois de ser pressionado pelo entrevistador, especialmente no que tange a doenças pré-existentes (mais difíceis de serem cobertas por planos de saúde privados) o presidente retrucou:
“Olha, se você machucar seu joelho, honestamente, eu vou preferir que o governo federal se concentre na Coreia do Norte do que no seu joelho ou nas suas costas”.
Nervoso e aparentemente cansado, ele reforçou: “Eu preferiria ver o governo federal concentrado em outras coisas”.
Republicanos legisladores revogar o Obamacare, o primeiro plano de saúde abrangente da nação, por mais de 50 vezes desde a sua criação. Agora, a ordem geral entre os congressistas parece ser se concentrar em tarefas que têm maior probabilidade de sucesso, deixando tópicos polêmicos para depois.